A despedida de um gigante: obrigado Mangaba!

LNF foi a última grande conquista de Mangaba (Foto: Cascavel Futsal)

Perdemos um dos grandes. Talvez o maior.

Mangaba com toda certeza faz parte do hall de ídolos do esporte cascavelense. E pasmem, sem praticar nenhum esporte. Massagista desde que se entendia por gente, Mangaba era a memória viva do futebol e de futsal cascavelense.

Esteve presente em todas as grandes conquistas de ambas as modalidades na cidade. No campo, viveu os anos dourados do Cascavel Esporte Clube, sendo campeão paranaense em 1980. Nas quadras, esteve em todas as sete conquistas estaduais do Cascavel Futsal, e no último ano, pôde vencer a Liga Nacional de Futsal sendo campeão no dia de seu aniversário.

Coincidência ou não, essa foi a última grande memória de Mangaba no esporte. Em abril adoeceu e aos poucos foi se despedindo deste plano.

Mangaba se foi e deixou além de família, amigos e fãs, um legado indescritível para o esporte cascavelense. Para mim, o maior de todos. E esse legado não está ligado a conquistas, e sim ao jeito de ser.

Sempre alegre e caridoso, Mangaba era a alma do futsal de Cascavel. Apesar de não entrar em quadra, é o primeiro nome que vem na cabeça ao pensar em Cascavel Futsal.

A mão fraterna que cuidou dos atletas de Cascavel e de tantos outros, se despede. O sorriso amigo que estava sempre presente no ginásio da Neva, se vai.

O legado e as boas memórias ficam.

Muito obrigado por tudo e vá em paz, grande Mangaba. Sentiremos saudades.

Bruno Rodrigo
Jornalista formado pela Univel. Repórter no Grupo Tarobá de Comunicação e co-fundador do De Prima PR.

Artigos Relacionados

Últimos Artigos