Copa do Brasil: Azuriz é valente mas cai para o Bahia nos pênaltis

Foto: Maurício Moreira/Azuriz FC

O Azuriz foi valente, mas não conseguiu avançar na Copa do Brasil. Jogando no Estádio Os Pioneiros, o time treinado por Fabiano Daitx caiu nos pênaltis para o Bahia, após empate por 1 a 1 no tempo normal, deixando a competição na terceira fase.

Depois de empatar em 0 a 0 a partida na Arena Fonte Nova, em Salvador, Daitx apostou em um time diferente para a partida em Pato Branco, fazendo mudanças significativas na parte ofensiva da equipe.

O trio de ataque, antes formado por Rone, Berguinho e Edson, foi completamente modificado. Berguinho passou a ser meio campista, no lugar de Fabricio Oya. Na frente, JP, Wellisson e Robinho foram responsáveis pelo comando do ataque.

Mas não foi nenhum deles o responsável por abrir o placar para o Azuriz. Logo aos 10 minutos de jogo, Wenderson acertou um chute forte, cheio de efeito, no ângulo do goleiro Danilo Fernandes, para abrir o placar.

Melhor em campo e com uma postura diferente do jogo de ida, o Azuriz continuou em cima do Bahia, que assustado, não conseguia criar. Só na primeira etapa, o time de Pato Branco teve cerca de 5 chances claras para ampliar o placar: Danilo defendeu, A trave evitou ou até mesmo Wellisson furou na hora de marcar.

O Bahia levou perigo por apenas três vezes na primeira etapa, exigindo grandes defesas de Caio. Na segunda etapa, após mudanças, o Bahia começou a pressionar mais o Azuriz. O time de Salvador criava chances e parava em Caio, que era o Herói da partida.

Porém, foi em uma falha de Caio que o Bahia empatou o placar, aos 22 minutos da segunda etapa. Após cruzamento, o arqueiro do Azuriz tentou dar um soco na bola, que foi para trás, onde estava Ryan para marcar o gol do Esquadrão de Aço.

Depois disso, ambos os times criaram oportunidades, parando em Danilo Fernandes e novamente em Caio, que se recuperava da falha. No final, decisão por pênaltis.

O Bahia começou cobrando e marcou com Daniel. Na sequência, Vieira cobrou para o Azuriz e acertou a trave. Na segunda sequência de cobranças, Falcão marcou para o Bahia e Léo marcou para o Azuriz.

Nas terceiras cobranças, Djalma fez para o time baiano, enquanto Edson fez o do time paranaense. Na quarta cobrança, Caio colocou o Azuriz de volta na partida ao defender o pênalti cobrado por Marco Antônio. Guarapuava anotou a sua batida e colocou igualdade no placar.

Foi na quinta e última cobrança da série que o Bahia se classificou. Ryan cobrou e marcou para o Esquadrão de Aço, enquanto Bosel cobrou no travessão. Vitória do time baiano nas penalidades, e sequência de competição pra o Bahia.

Para o Azuriz, fim de uma campanha história. Na primeira participação na Copa do Brasil, o time fundado em 2018 conseguiu chegar à 3ª fase e quase avançar para as oitavas de final.

Agora o foco é totalmente na Série D, onde o Azuriz é terceiro colocado do Grupo 8, e se credencia como um dos favoritos a um possível acesso.

Ao De Prima PR, cabe aplaudir e parabenizar a campanha do Azuriz, que fez história e deixou o coração de cada torcedor no Paraná, um pouquinho mais Azul.

Bruno Rodrigo
Jornalista formado pela Univel. Repórter no Grupo Tarobá de Comunicação e co-fundador do De Prima PR.

Artigos Relacionados

Últimos Artigos