Sem deixar a peteca cair: Cascavel Futsal tem nova maratona de jogos em junho

Professor Cassiano Klein (Foto: Luciano Neves)

O Cascavel Futsal quer começar o mês de junho com o pé direito. A Serpente Tricolor tem sete jogos neste mês, sendo quatro pela Liga Nacional e três pela Chave Ouro do Paranaense. A maratona de jogos se inicia neste sábado (04) contra o Atlântico de Erechim. 

E é quando o calendário de jogos aperta, que é importante ter um elenco vasto, com atletas de reposição, e no Cascavel Futsal é assim. O técnico Cassiano Klein não vai poder contar com quatro atletas para a partida diante do Galo Gaúcho. Os alas Gabriel Gurgel – que voltou de lesão a pouco tempo – e Ernandes estão fora, ambos se lesionaram recentemente. O goleiro André Deko e o fixo Lucas Selbach estão em fase final de recuperação, mas para o duelo de sábado, seguem fora.

Para o técnico Cassiano Klein as lesões vão acontecer, o que importa é ter peças de reposição.

“Não existe uma equipe que treina todos os dias e não vai ter um jogador com uma dor aqui, uma dor ali, sempre temos três ou quatro jogadores que talvez não vão jogar, importante é ter outros jogadores para suprir o desfalque”.

O duelo diante do Atlântico vai ser especial para Dieguinho. Desde o dia 22 de março sem jogar, por conta de uma lesão no pé,  o camisa 11 retornou às quadras contra o Corinthians no dia 23 de maio, segundo Dieguinho o ritmo de jogo ainda não é o mesmo, mas com o tempo, tudo volta ao normal.

“Ainda não estou 100%, mas só com os jogos mesmo a gente pega ritmo de jogo, estou voltando a treinar todo período com o grupo, não estou mais treinando separado, e está sendo muito gratificante para mim ter passado esse período (lesão) afastado, pois você dá valor pra muita coisa né, então agora que estou voltando, estou me doando 200% cada dia, tenho certeza que já nos próximos jogos, vou igualar o nível dos outros jogadores”.

Dieguinho terá a chance de voltar a se destacar entre os titulares da Serpente Tricolor, contra o time que ele já defendeu. Em 2020, o atleta fez 14 jogos pelo Galo Gaúcho, e marcou um gol. Agora, ele volta à cidade de Erechim como campeão da Liga Nacional de Futsal.

“A gente volta mais maduro né, mais experiente também, de um ano pro outro, sendo campeão ou não, mas isso é bom, acho que vai ser um baita jogo contra eles”.
Dieguinho se recuperou de lesão recentemente (Foto: Luciano Neves)

Além de Dieguinho, outros dois atletas do Cascavel Futsal já atuaram pelo Atlântico. Gessé jogou pela equipe de Erechim por duas temporadas. Em 2019 fez 20 jogos e marcou sete gols. No ano seguinte, fez 12 partidas e marcou um gol. Lucas Selbach defendeu o Atlântico em 2018, e por lá fez 22 jogos, e marcou nove gols. 

O Atlântico faz campanha irregular na Liga Nacional, o Galo está na 11º colocação, com 13 pontos, e vem de derrota para o Magnus, em Sorocaba, por 3 a 1. Para Dieguinho, independente do adversário, a entrega precisa ser a mesma.

“A gente se nega a perder, sempre estamos nos entregando mesmo, mas o espírito de equipe está muito forte, a gente tem que ter ciência do que é preciso fazer nos jogos e diariamente trabalhamos isso, ter essa entrega durante o jogo”.

 

Gabriel Porta
Estudante de jornalismo no Centro Universitário FAG. Redator no Jornal Gazeta do Paraná, editor de vídeo na TV Tarobá e co-fundador do De Prima PR.

Artigos Relacionados

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimos Artigos